Imagem - Combustível para a Criatividade
13 de abril de 2017 / ABID

Combustível para a Criatividade

Eu costumo dizer que ser criativo não é simplesmente um dom ou aptidão, mas é fruto de muito exercício, acredito que a criatividade é uma fonte inesgotável, desde que seja explorada de forma eficaz. Trabalhar o dia todo resolvendo problemas, chegar em casa e fazer sempre as mesmas coisas vai deixar seu cérebro sedentário. Além disso, vivemos num tempo onde a informação está à disposição, bombardeando nossas casas com apenas um clique no controle remoto, computador e celular.

 

Me julguem: boa parte dos filmes em 3D iMax Surround Whatever 5.1 trazem tudo prontinho, as novelas e séries explicam “e repetem” exaustivamente a trama sem margem a interpretações mais abertas e bloqueiam nosso imaginário, nos deixando passivos, recebendo informações. O mesmo acontece com os videogames que nos colocam em primeira pessoa num mundo totalmente realista. Claro que não sou contra a tecnologia, mas acredito que vivemos num mundo consumista realista, pouco subjetivo e aberto à criação. Um mundo totalmente visual e pouco sensorial.

 

É preciso ser criativo para ter criatividade. O ser humano foi programado para seguir sempre o caminho mais fácil, assim, apenas ler um milhão de livros que te trazem mais e mais informações só vai fazer seu cérebro entrar no piloto automático e nada vai acontecer. Qual é a saída então? MUDE DE ESTRATÉGIA SEMPRE! E isso é uma dica pra expandir sua criatividade, leia livros de aventura, romances, separe uma boa história e deixe-se levar pelo mundo da imaginação. É maravilhoso ler um livro e construir imagens, usando todo universo que só existe no seu mundo. Novos caminhos são criados e se ampliam cada vez mais à sua maneira de pensar, e claro, de criar!

 

Entre 2013 e 2015, para acompanhar minha esposa que é atriz, assisti incontáveis peças de teatro, visitei dezenas de mostras culturais, frequentei saraus e até espetáculos de dança. Foi quando decidi fazer aulas de teatro (sim, ela era a professora). No começo, aquilo parecia não fazer muito sentido, mas foi a segunda coisa mais legal que fiz no ano de 2015 (a primeira foi o Raul, nosso filho).

 

O teatro é altamente subjetivo, é o whey protein para a criatividade, você pode ser quem quiser, estar onde quiser e o mais legal… se você realmente acreditar naquilo, toda a plateia vai acreditar também. Parece algo difícil, mas é tão natural quanto a brincadeira de faz de conta de uma criança que acredita ser um astronauta ou um bombeiro. É normal ver as pessoas saírem de uma peça dizendo “não entendi nada” e as vezes você gostaria de ter visto algo já pronto, com começo, meio e fim e uma resolução, afinal é o que nós estamos acostumados, mas o teatro é provocativo, ele abre possibilidades de interpretações, exercita sua imaginação, deixa voar seu pensamento, você tem que experimentar sentir o que tudo aquilo te causou e assim ampliar sua criatividade

 

Finalizo com uma frase simples: Seja menos consumidor e mais criador! Todo mundo pode ser criativo, é só começar a se exercitar… quer fazer teatro? NÃO PERCA TEMPO! Faço aqui o meu jabá e indico a melhor escola que eu respeito que eu respeito, a equipe é muito profissional, também tem uma professora excelente e maravilhosa. =D

 

Ahhh, veja um trechinho do espetáculo que fiz parte, é uma releitura da peça O Avarento, um texto de 1668 de Moliére (não por acaso, eu fiz o papel do velho avarento).

 

Renato Rocha

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.